15/08/2021 às 14:39

Dia da Gestante | 2021

14
2min de leitura

15 de Agosto é comemorado o Dia da Gestante.

Essa semana peguei meus álbuns e HD`s e fui relembrar um pouco dos 9 meses em que estive nesse lugar.

Senti que estava grávida com umas 6 semanas. Com 7 semanas fiz o teste que confirmou. Não sentia nada demais e parecia que nem era verdade. Eu não enjoei no início. Depois comecei a ficar abusada de café e chocolate (duas coisas que eu amo!) e minhas manhãs eram regadas a suco de limão e laranja. 

Eu entrei numa imersão nesse mundo e fiz quase um doutorado certificado pelo google de tanto que pesquisei - chegando ao ponto em que resolvi parar e viver o momento, porque ao longo dessa jornada nos deparamos com relatos maravilhosos e também com histórias trágicas capazes de disparar todos os medos que a gente nem sabia que tinha.

Fui direto procurar a minha obstetra maravilhosa, Dra. Bárbara Schwermann e, em seguida, conhecemos nossa Doula-amiga Pollyana Morais - pessoas essenciais para nos manter tranquilos ao longo dessa espera. Além disso, o grupo do Facebook PNF - Parto Normal em Fortaleza, me ajudou demais e as nossas rodas de conversa proporcionadas pela nossa Doula, junto com outras gestantes. 

Durante os ultrassons vimos que a Gabriela estava em posição pélvica - sentadinho, ao invés de estar com a cabeça para baixo e isso dificultava um pouco o desejo do meu parto o mais natural possível. 

Fiz tudo que podia: mocha, acupuntura, exercícios específicos, cambalhotas na piscina, hidroginástica…mas nada convenceu a pequena serumaninha de virar, sendo o meu parto bem emocionante e bem diferente do que eu pensava - mas depois eu conto novamente essa história! :D

Eu me senti muito maravilhosa quando estava grávida. Meu cabelo ficou lindo, pele incrível, uma super disposição do terceiro mês atéeee o final. Trabalhei muito e foi mega produtivo!

Cada experiência de gestação é única, mas na minha vivência, algumas lições mostraram o que foi essencial:

  • Me preparar física e psicologicamente bem, mas confiar no meu instinto e intuição (excluindo conselhos e pitacos desnecessários).
  • Ter comida saudável congelada na geladeira pra quando o recém-nascido e a recém-mãe chegar em casa.
  • Ter rede de apoio espontânea ou paga para viver uma fase muito intensa de quando o neném nasce.
  • Registrar a jornada o máximo possível: produzida, linda e maquiada e ao longo dos meses - os dias sem tanto glamour. :D
  • Imprimir essas fotos e guardar com carinho para o futuro.

A vida é incrível e gerar uma vida é algo muito mágico. <3

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL